tradizer

Lançamento: Trotula di Ruggiero, Sobre as doenças das mulheres

. 1 min read . Written by Fabiano Seixas Fernandes
Lançamento: Trotula di Ruggiero, Sobre as doenças das mulheres

A atuação das mulheres na sociedade medieval vem sendo tema de constantes pesquisas, que visam redimensionar o papel que tiveram, geralmente apagado pela historiografia centrada em pensadores e líderes masculinos.

O volume Sobre as doenças das mulheres, lançado pele PGET/UFSC e pela Copiart resgata os escritos da médica medieval Trotula di Ruggiero. A organização dos escritos da pensadora ficou a cargo de Karine Simoni e Luciana Calado Deplagne; Simoni também se encarregou da tradução, juntamente com Alder Ferreira Calado.

O resumo do livro, conforme consta da nota de lançamento da PGET, apresenta a estudiosa medieval da seguinte maneira:

Trotula foi lembrada em boa parte do medievo; seus tratados foram traduzidos para línguas como espanhol, francês, inglês e alemão, mas, a partir do século XIV, devido a uma série de mudanças políticas, culturais e econômicas, a profissionalização da medicina excluiu a mulher do exercício profissional e o corpo feminino passou a ser visto cada vez mais como instrumento de vícios e tentações. Trotula foi renegada aos porões da história e seus escritos atribuídos a figuras masculinas, até que em 1930 a feminista e obstetra canadense Kate Hurd-Mead publicou um artigo no qual mostrou a veracidade da autora e a importância dos seus escritos para a história das mulheres e da medicina.