ó Sentido
deus primeiro:

se me o sentido tiraste
tira-me a vida

se me a vida tiraste
por que não me tiras a vida?

ó Sentido
cura-me os nexos
num fúlvido amplexo