tradizer

Tradutoras em alta no Prêmio Literário Biblioteca Nacional 2019

. 1 minuto de leitura . Written by Fabiano Seixas Fernandes
Tradutoras em alta no Prêmio Literário Biblioteca Nacional 2019

Já tive oportunidade de relatar o maior destaque que vêm recebendo as tradutoras em anos recentes. Agora, este mesmo destaque é evidenciado no Brasil: três tradutoras ocupam o pódio da nona categoria do Prêmio Literário Biblioteca Nacional; os resultados da edição deste ano foram divulgados nesta quinta-feira, 10 de outubro.

A relação completa das vencedoras e vencedores pode ser apurada aqui; as vencedoras da nona categoria (tradução) são as seguintes:

  1. Rosa Freire d’Aguiar, por Bússola, tradução do romance do escritor francês Mathias Énard (Todavia, 2018; original: Boussole, Actes Sud, 2015).
  2. Myriam Ávila, por Eu nunca fui ao Brasil, coletânea e tradução de poemas do escritor austríaco Ernst Jandl (Relicário, 2019).
  3. Josely Vianna Baptista, por O esplendor da palavra antiga dos Maias-Quiché de Quauhtlemallan: aurora sangrenta, história e mito, tradução crítica do texto maia Popol Vuh (Ubu, 2019).

As juradas desta categoria foram as estudiosas e tradutoras Dirce Waltrick do Amarante, Marlova Aseff e Simone Homem de Mello.