Golpe: asas batem, debate-se a jovem,
Pescoço roda pescoço, do bico preso,
Peito pressiona-lhe o peito indefeso,
Membros abaixo membranas se movem.

Mãos tão medrosas, da Glória emplumada
Podem às coxas opor-se ao acosso?
E o corpo, ao coração do alvo alvoroço
Pode sentir sobre si, e mais nada?

Um fremido da pélvis i despeja
Os muros cedendo, as torres ardendo,
Morto o Atrida.
                           Tão fraca está que não veja
Do sangue do ar, mais que o poder tremendo,
Igual lhe a presciência entrar ao seio,
Antes que a solte, exangue, um bico alheio?

Leda and the Swan
A sudden blow: the great wings beating still
Antes que o mundo fora (Before the World Was Made), William Butler Yeats
Se os cílios escureço,Se os olhos abrilhanto,Se os lábios enrubesço,Se está bom mais ou tanto,De espelho a espelho indago,Vaidade alguma aflora:Busco a face que tinhaAntes que o mundo fora. Se um homem admirasseComo se visse a quem amo,Se me o sangue
Um manto (A Coat), William Butler Yeats
Para minha canção,Fiz um manto, bordadoDe mitos do passadoDa nuca ao chão;Os tolos o tomaram,Vestiram-no em público estrépido,Como obra sua.Canção, aos que o levaram,deixa-o, que é mais intrépidoAndares nua. A Coat by William Butler YeatsComments & analysis: I MADE my song a