Citar nossas fontes é uma das tarefas basilares do trabalho de redação de textos científicos; quando começamos a lidar com metodologia científica, entre as primeiras coisas que aprendemos, estão a formatação de citações e a normalização de referências bibliográficas no corpo do texto e ao final.

Mesmo assim, citar  textualmente nossas fontes em nossos artigos científicos é uma tarefa um pouco mais complexa do que poderia parecer em princípio. Como qualquer parte e o artigo, a citação deve cumprir uma função—preferencialmente ,uma que não possa ser cumprida de outro modo, ou que seja mais otimamente comprida desse.

A citação em textos a serem traduzidos, como já pontuei em outra oportunidade, pode oferecer problemas ao tradutor. Citar demais dificulta o processo de tradução, pois obriga o tradutor a realizar escolhas que seriam mais propriamente autorais: para evitar as traduções indiretas, o tradutor pode recorrer a paráfrase, ou pode ter que substituir o texto pelo original (ao qual o autor do artigo não consultou).

Porém, mesmo que o texto não seja traduzido, citar demais ou indevidamente também implica problemas redacionais que impactam a relação do leitor com o texto. Assim sendo, seguem abaixo algumas diretrizes para auxiliar no controle de citações diretas:

  • Função: a função principal de uma citação direta é oferecer as palavras de um determinado autor quando é absolutamente necessário prestar atenção muito próxima ao modo como algo foi fraseado. Essas são palavras que iremos comentar, analisar, discutir. A citação direta é importante a oferecermos conceitos ou excertos de uma obra que constitua nosso objeto de estudo.
  • Extensão: Idealmente, devemos citar o mínimo possível. Devemos ter em mente que nosso leitor está interessado primeiramente na nossa opinião, não nas de terceiros, mesmo que sejam muito mais renomados que nós mesmos; citações demasiadamente extensas podem tornar o texto aborrecido.
  • Interpretação: O que realmente interessa ao nosso leitor é como nós lidamos com nossas fontes—como as interpretamos ou analisamos, como as criticamos ou empregamos para realizar nossas tarefas teórico-metodológicas. Toda citação deve ser aproveitada como oportunidade de desenvolver nossas próprias idéias; citar trechos extensos—especialmente sem oferecer nenhum tipo de comentário—acarreta eximirmo-nos de oferecer a nossa versão de nossas fontes; é esperar que o leitor faça nosso trabalho por nós, e chegue sozinho às nossas conclusões.
  • Tradução: Se você já planeja enviar o artigo para ser traduzido, a necessidade de reduzir suas citações e ainda maior. Cite apenas o indispensável, prefira paráfrases e diminua a necessidade de o tradutor recorrer a citações indiretas.
A tradução de citações diretas e a internacionalização de artigos científicos
Citações diretas podem ser parecer uma boa idéia na hora de escrever um artigo, mas, se você pensa em traduzi-lo, há algumas coisas que você precisa saber sobre como traduzir essas citações pode funcionar.