portfólio

Lógica luciferina: argumentação em Paradise Lost, de John Milton

. 1 min read . Written by Fabiano Seixas Fernandes
Lógica luciferina: argumentação em Paradise Lost, de John Milton

Artigo publicado na revista Acta Scientiarum. Language and Culture (35.3, 2013). O resumo e o abstract seguem abaixo; o artigo completo pode ser consultado aqui, aqui e aqui.

Resumo: O presente artigo realiza um estudo dos componentes argumentativos de uma passagem do épico Paradise Lost, do poeta inglês John Milton. Objetiva, através disso, compreender alguns aspectos da composição do protagonista do épico, Lúcifer/Satã. Foi analisado o diálogo entre Satã e Eva, no qual aquele a convence a comer o fruto da árvore do bem e do mal. Para a análise da situação argumentativa, foi empregada uma versão adaptada do instrumental oferecido por Douglas Walton (2008).

Palavras-chave: John Milton, Paraíso perdido, argumentação.

Abstract: The present article aims at undertaking an analysis of the argumentative component of a passage from John Milton’s Paradise Lost, which is intended to shed light on some compositional aspects of the epic’s protagonist, Lucifer/Satan. The passage selected for analysis is the one in which Satan convinces Eve to eat of the fruit of the Tree of Knowledge of Good and Evil. Its analysis was undertaken using an adapted version of the theoretical framework proposed by Douglas Walton (2008).
Keywords: John Milton, Paradise Lost, argumentation.