portfólio

O mapa íntimo: três telas de Frida Kahlo

. 1 minuto de leitura . Written by Fabiano Seixas Fernandes
O mapa íntimo: três telas de Frida Kahlo

Artigo publicado na Revista Estudos Feministas (16.1, 2008); o resumo e o abstract podem ser consultados abaixo; o artigo completo pode ser consultado aqui, aqui, aqui e aqui.

Resumo: O artigo apresenta análises de três telas da pintora mexicana Frida Kahlo – Las dos Fridas, Autorretrato en la frontera entre México y Estados Unidos e Lo que el agua me dio – e está dividido em três partes, cada qual tratando de uma tela em particular, para, no momento seguinte, ligar seu estudo ao das demais. Norteia a leitura das primeiras a discussão da relação nacional/estrangeiro no trabalho de Kahlo; a análise da terceira mostra a superação da dicotomia através do conceito de mapa íntimo, no qual entra em cena uma tênue e instável territorialização da memória através da representação pictórica.

Palavras-chave: mapa; memória; dicotomia nacional/estrangeiro; Frida Kahlo.

Abstract: This article analyses three works by Mexican painter Frida Kahlo: Las dos Fridas (The two Fridas), Autorretrato en la frontera entre México y Estados Unidos (Self-portrait on the borderline between Mexico and the United States), and Lo que el agua me dio (What the water gave me). Each work is first analyzed separately and then connected with the others. The analysis of the first two is guided by the national/foreign dichotomy present in Kahlo; the analysis of the third shows the overcoming of the dichotomy through the concept of intimate map – in which a feeble and ever-changing territorialization of memory via plastic expression comes to show.

Keywords: Map; Memory; National/Foreign Dichotomy; Frida Kahlo.